top of page

PISTACCHIO & NOCCIOLA

Por que o Pistacchio de Bronte e a Nocciola do Piemonte são tão diferentes e especiais, em relação aos outros pistaches e avelãs plantados ao redor do mundo?

Por causa do TERROIR!

Terroir é uma palavra francesa -- que se pronuncia "terroá" -- sem tradução para nenhum outro idioma. Significa o conjunto de aspectos naturais que concebem uma personalidade única para o que é plantado em determinada região, como por exemplo o solo, o relevo, a amplitude térmica, a drenagem, a altitude, a umidade e etc. Citando um caso específico para assimilar e entender, os vinhos de uvas crescidas em solo onde existem fósseis de ostras, podem desenvolver características de aromas salinos -- essa é a identidade do vinho francês Chablis.

E acontece o mesmo com o café, frutas, vegetais, mel, castanhas, carnes e laticínios… A região pode denominar a tipicidade do ingrediente!

Enquanto a origem do pistache surge na Persia antiga, aquele que cresce em Bronte possui características especiais por serem cultivados em solo vulcânico, aos pés do Monte Etna, a 750m de altitude. Suas árvores de folhas aveludadas podem viver de 200 a 300 anos. As frutas que nascem aglomeradas são chamadas de "drupas", que definem uma polpa carnosa, com uma única semente (o pistache), protegida por um caroço durinho (a casquinha branca do pistache). A colheita é toda manual, devido a condição do solo rochoso e íngreme perto do vulcão. Os trabalhadores deixam os pistaches secarem ao sol em suas casquinhas por três dias, e depois, guardam em câmaras frias, para garantir a conservação da cor e dos sabores até que algum cliente faça um pedido.

Pistache Californiano

Pistacchio DOP de Bronte A variedade "Pistacia Terebinthus" somada com o clima mediterrâneo, amplitude térmica (dias quentes e noites frias) e solos rochosos de lava solidificada, são as razões pelas quais os Pistacchi de Bronte possuem uma coloração verde brilhante e sabor marcante e intenso. Dignos de receberem uma Denominazione di Origine Protetta//Denominação de Origem Protegida!

E as Avelãs do Piemonte são consideradas as melhores do mundo -- não só por mim -- mas por Chefs estrelados pelo Guia Michelin, os mais renomados confeiteiros e pelas legislações da União Europeia, onde elas ganharam o selo I.G.P., que significa Indicazione Geografica Protetta//Indicação Geográfica Protegida! Seu cultivo é no sul do Piemonte, nas colinas do Langhe, Roero e Monferrato, que são áreas simplesmente consideradas Patrimônio Mundial da UNESCO. E por coincidência, é a região das melhores trufas brancas e onde os melhores vinhos do Piemonte são feitos: o Barolo e o Barbaresco! Os Apeninos protegem as colinas dos ventos frios marítimos, tornando a temperatura da região mais amena. O solo é uma mistura de calcário e areia e um número limitado de árvores devem ser plantadas com 5 metros de distância de cada uma. A produção unitária máxima permitida de Avelãs é de 0.00035kg por metro quadrado e toda a colheita é manual. Cada detalhe de cultivo e produção é essencial para que a Nocciola desenvolva o formato e tamanho adequado -- redonda, com 17 a 21mm de diâmetro -- e notas gustativas delicadas e persistentes. Ah! E ela precisa ser da variedade "Tonda Gentile Trilobata"!

Avelãs Chilenas

Nocciola IGP do Piemonte A D.O.P. e a I.G.P. são designações regulamentadas pela União Europeia, que reconhecem, verificam e protegem alguns produtos e preparações tradicionais que são cultivados ou produzidos em uma região específica.

Por exemplo, vinhos, embutidos, queijos, funghi, frutas, molhos tradicionais, doces…. Todas as regras de plantio, produção e armazenamento das quais os produtores devem seguir -- e de como os produtos devem ser -- , estão documentadas e o arquivo original pode ser baixado pelo site oficial do Ministério da Política Agrícola Italiana. Nesse caso, as leis garantem o controle e o padrão de alta qualidade para que o consumidor saiba que o produto realmente possui aromas e sabores diferenciados, sendo de absoluta excelência!

_________________________________________________________________________ E como parte de nossa linha de Cookies Finos, estes dois sabores são as novidades especiais deste ano. A receita foi desenvolvida para que o taste original do Pistacchio DOP de Bronte e da Nocciola IGP do Piemonte sejam destacados no Cookie.

Portanto, eles levam menos açúcar na receita e não há nenhum aromatizante artificial ou algum outro tipo de ingrediente que possa adoçar.

Eles são a pura castanha, que nos teletransportam direto de uma mordida para a Itália e que nos fazem suspirar! Para mim, a sensação ao experimentá-los é de apreciar a melodia de "Danúbio Azul" de olhos fechados! Sério, experimentem. Espero que tenham gostado do primeiro post aqui no blog! Com carinho, Rubya

Comments


bottom of page